Filme de muriaeense sobre a luta contra mineração ganha prêmio da ONU

Única produção brasileira entre os ganhadores, ”Bauxita” relata o conflito entre uma comunidade rural em Minas Gerais e empresas de mineração

O documentário “Bauxita”, dirigido pela jornalista e cineasta muriaeense Thamara Pereira, foi agraciado com um prestigioso prêmio da Organização das Nações Unidas (ONU) durante o World Food Forum 2023, realizado em Roma, na Itália, de 16 a 20 de outubro. Esse filme notável se destacou como a única produção brasileira entre os cinco filmes premiados.

Neste seleto grupo de apenas cinco filmes premiados, “Bauxita” ostentou com orgulho a bandeira brasileira. A diretora Thamara Pereira expressou sua satisfação durante a premiação. Ela enfatizou que “é terrível pensar que defender o meio ambiente pode ser tão perigoso a ponto de custar a vida dos ativistas. Isso é inaceitável e não podemos tolerar tanta hostilidade e violência no caminho daqueles que lutam por um planeta habitável”.

O filme, que aborda a luta da comunidade rural de Belisário contra as empresas de mineração que exploram a segunda maior reserva de bauxita do país, levanta questões importantes sobre a preservação do meio ambiente e os desafios enfrentados por comunidades locais. O documentário leva os espectadores a uma jornada pelo coração da Mata Atlântica, uma das áreas de maior biodiversidade do mundo, abordando questões cruciais relacionadas ao meio ambiente.

Na cerimônia de premiação, Thamara Pereira também expressou sua esperança de que “Bauxita” inicie conversas significativas e estimule ações reais em relação aos conflitos de terra entre mineradoras e comunidades rurais.

O documentário foi premiado com o prêmio na categoria “Melhor Foco em Sistemas Agroalimentares”, reconhecimento de seu impacto na conscientização sobre os sistemas de produção de alimentos e seus efeitos sobre o meio ambiente e as comunidades locais.

“Bauxita” já teve suas exibições em Belisário e em festivais de cinema por todo o mundo, passando pelo Brasil, Coreia do Sul, Itália, México, Indonésia e Quirguistão. Além disso, o filme seguirá para festivais na Alemanha, Portugal e China, conquistando uma presença internacional significativa.

“Bauxita” não é apenas uma vitória para a diretora Thamara Pereira, mas também um passo significativo na conscientização global sobre as questões ambientais e de direitos humanos que afetam comunidades em regiões de mineração. Com sua mensagem poderosa, o filme conquistou um lugar merecido no cenário internacional do cinema e, ao mesmo tempo, ampliou a voz daqueles que lutam pela preservação do planeta.

O que é World Food Forum da ONU?

O World Food Forum é uma rede global independente liderada por jovens, cujo objetivo é impulsionar a transformação dos sistemas agroalimentares para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, incluindo a erradicação da fome. Neste ano, o fórum abordou o tema “A transformação dos sistemas agroalimentares acelera a ação climática”, destacando a importância das mudanças nos sistemas alimentares na luta contra as mudanças climáticas.

Fonte: Rádio Muriaé

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *