Edital inédito destina R$ 10 mi para o setor turístico no estado

Iniciativa faz parte do programa Reviva Turismo e vai contemplar 60 projetos. Inscrições começam em 25/10

O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult-MG), publicou no Diário Oficial do Estado, na edição desta sexta-feira (24/9), edital inédito no estado e pioneiro no Brasil para fomentar o setor turístico mineiro. A ação, incluída no programa Reviva Turismo, está orçada em R$ 10 milhões.

O objetivo da iniciativa é realizar investimentos de marketing para divulgar e promover o potencial turístico de Minas Gerais, o aumento do número de visitantes ao estado e gerar, assim, mais empregos, renda e desenvolvimento socioeconômico.

O edital, que terá o período de inscrições entre 25/10 e 8/11 deste ano, prevê o investimento em 60 projetos, sendo 20 de apoio à comercialização (R$ 80 mil para cada) e outros 40 projetos de promoção (R$ 210 mil para cada).

O secretário de Estado de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, destaca que o Edital Reviva Turismo significa o fortalecimento das parcerias do setor privado na estruturação e promoção conjunta da marca Minas, como destino turístico, com o Governo do Estado.

“Minas Gerais é tendência, o estado vem registrando o dobro da média nacional em crescimento no turismo. Recentemente, nosso aeroporto internacional foi eleito o melhor do país, em pesquisa com o público consumidor; aqui estão os destinos mais acolhedores do mundo e uma das três vilas turísticas melhores do mundo para se visitar, o distrito de São Bartolomeu, em Ouro Preto, como indicado pelo Brasil para a Organização Mundial do Turismo. A cozinha mineira é celebrada mundo afora, como os prêmios que 40 dos nossos queijos receberam entre os 57 brasileiros selecionados, em recente concurso na França”, elenca Oliveira.

Segundo o secretário, Minas Gerais representa hoje o principal destino turístico do Brasil. “Esse edital vem para potencializar ainda mais essa posição, vai injetar dinheiro na economia do turismo, para o mercado, que efetivamente comercializa nossos destinos e produtos. A ideia é que esse investimento gere mais renda, mais empregos e retorne de forma exponencial para o estado e para o mercado, em movimentos cíclicos de retomada econômica”, ressalta.

Comercialização

Dentre as ações de apoio à comercialização, a expectativa é sejam criadas ações como famtours; encontros de negócios; treinamentos e elaboração de roteiros turísticos em conjunto para operadores e agentes de viagens; além da criação, produção e divulgação on-line, seguindo a tendência de compra do turista.

Já dentre as ações de promoção de destinos e produtos turísticos as ações são: criação, produção e divulgação on-line de materiais digitais, conteúdos promocionais para redes sociais, sites ou blogs, press trips, ações de publicidade ou propaganda exclusivamente on-line; produção e aquisição de fotos e vídeos, de alta qualidade, para fins de promoção do destino ou produto turístico.

Os proponentes deverão ser organizações sociais que trabalham com turismo e possuam produtos turísticos já estruturados. Todos os projetos devem atuar com produtos turísticos mineiros com foco no turismo cultural, turismo de natureza, turismo de aventura, turismo gastronômico, turismo rural, turismo de negócios e eventos e cicloturismo.

Capacitação

Com o objetivo de preparar o mercado para a participação no edital, a Secult realizará, nos dias 29 e 30/9, dentro da Semana do Turismo, um seminário internacional virtual, com a presença de referências internacionais para discutir as tendências do mercado, tanto para apoio à comercialização como para promoção de destinos. Também está prevista uma live preparatória para tirar dúvidas dos interessados.

Reviva Turismo

Criado em março deste ano, o Reviva Turismo possui duas metas principais: garantir 100 mil empregos no ramo de turismo até o fim de 2022 e tornar Minas Gerais em um dos três principais destinos do Brasil. Esse segundo objetivo já foi alcançando apenas dois meses após a criação da iniciativa, conforme dados do IBGE.

O Reviva Turismo é baseado em quatro eixos: biossegurança, estruturação, capacitação e marketing do destino Minas Gerais. O programa foi desenhado conforme as múltiplas potencialidades turísticas do estado – paisagens naturais e urbanas exuberantes; a singular cozinha mineira; concentração de patrimônios históricos, culturais e da humanidade; complexo de águas e estâncias hidrominerais e toda a mineiridade representada pelo povo acolhedor.

Acesse o edital e seus anexos aqui.

Por Agência Minas

2 Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *