Proposta de Redução do salário dos vereadores recebe apoio de entidades civis e lideranças de Cataguases

No dia 12/01/2021, a convite do Cláudio Amâncio, presidente da União das Associações de Moradores de Cataguases (UAMC) foi realizado uma reunião com o Sind-Ute, representado pela Rosani Brito e ONG Pacto Ambiental, representado pelo Fábio Caetano, com objetivo de debater sobre a proposta de mobilização social que está sendo construída com objetivo de debater o valor pago como subsídio para os vereadores de Cataguases.

Segundo Silvio Ricardo, um dos articuladores do movimento, apesar do vereador Ricardo Dias ter deixado público sua intenção de apresentar um projeto para redução do subsídio dos edis, tal tema já vinha sendo pautado por diversas pessoas físicas independentes, como também por instituições, a exemplo da UAMC. Desta forma, independente de quem propor no legislativo, Silvio considera a possibilidade de apoiar o projeto, tendo em vista a possibilidade de economizar na base de 3 milhões de reais por mandato e por considerar que vereador não é profissão, uma vez que não exige dedicação exclusiva.

Rosani Brito destacou que antes do Sind-Ute manifestar uma posição é importante marcar uma plenária, pois acredita na construção e lutas coletivas, informando que esta deverá ocorrer nas próximas semanas.

A professora Raquel Souza destacou a importância de debater a redução de subsídio assim como uma reforma administrativa.

Alencar Norte, destacou que no diário oficial dessa semana havia sido publicado a nomeação de 25 cargos comissionados na Câmara Municipal e que o atual modelo favorece os já tradicionais acordos políticos de bastidores para conquistar a mesa diretora da Casa do Povo. Em contra ponto ressaltou a diferença em relação ao número de funcionários efetivos daquela Casa, ao todo 15, questionando ainda como funcionaria o distanciamento social no prédio do legislativo, uma vez que o total de 55 pessoas – funcionários e vereadores – assim como o público que busca os serviços do legislativo irão dividir o mesmo espaço.

Fábio Caetano destacou a disparidade da média salarial de Cataguases – R$2.100,00 – do valor pago a um vereador – R$8.000,00.

Jussara Rezende destacou a importância do de bate em relação aos subsídios dos vereadores, assim como da sociedade civil se organizar também dentro dos conselhos, principalmente considerando a necessidade de fortalecer as representações femininas nestes espaços.

Cláudio Amâncio destacou a importância desse encontro no sentido de fortalecer a participação social e colocou a UAMC à disposição para promover o debate em relação ao valor do subsídio pago hoje para vereadores em Cataguases.

Rosani Brito comprometeu de marcar uma plenária com a diretoria e associados do Sind-Ute para definirem um posicionamento em relação ao tema, convidando a todos os presentes na reunião para a participação da mesma.

O Site Portal Cataguases continuará a cobrir a movimentação realizada pela sociedade civil com o intuito de democratizar a informação e promover o debate público em relação a este importante tema.

Por Portal Cataguases

2 Comentários

  1. Gostaria de salientar que o impacto economico/financeiro do projeto representa economia , aproximadamente, de R$ 3.000.000,00 ( tres milhoes de reais) NO MINIMO para os cofres publicos, ao final da atual legislatura ( 2021/2024).

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *