Operação deflagrada por Gaeco prende dois dos principais suspeitos de roubo de cargas da Zona da Mata

As ações foram realizadas nos municípios mineiros de Ipatinga, Barbacena, Brás Pires e Leopoldina

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) regional da Zona da Mata, em conjunto com o Gaeco de Ipatinga, no Vale do Aço, com a Polícia Militar de Minas Gerais, com a Polícia Civil de Minas Gerais e com a Polícia Rodoviária Federal, deflagrou na manhã desta quarta-feira, 18 de novembro, a operação “Carga Pesada”.

As ações foram realizadas nos municípios mineiros de Ipatinga, Barbacena, Brás Pires e Leopoldina. Ao todo, foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão, além de dois mandados de prisão temporária. Uma pessoa foi presa em flagrante. Em dois dos endereços vinculados a um dos possíveis líderes da organização criminosa investigada, foram apreendidos armas de fogo, munições, rádios de comunicação, um bloqueador de sinal, rastreador, telefones celulares e outros aparelhos eletrônicos. Nos demais locais, a equipe de trabalho apreendeu aparelhos telefônicos e diversos documentos de interesse investigativo.

A ação busca apurar o cometimento de crimes perpetrados por uma das principais organizações criminosas de âmbito interestadual especializada em crimes contra o patrimônio, principalmente nas rodovias e com foco no roubo de cargas. As investigações até então realizadas apontam para o envolvimento do grupo investigado em delitos praticados no estado de Minas Gerais e, possivelmente, no Espírito Santo e no Rio de Janeiro. O nome “Carga Pesada” refere-se a um dos mais importantes meios de transporte terrestre nacional, sendo certo que, pelos elementos até então colhidos, os crimes de roubo majorado de cargas, geralmente perpetrados mediante concurso de agentes, emprego de armas de fogo e mediante restrição da liberdade das vítimas, são levados a efeito nas estradas e rodovias do país.

As investigações prosseguem no âmbito do MPMG, a fim de apurar os possíveis crimes praticados pelos envolvidos, assim como o envolvimento de terceiros que atuam em conluio com os investigados.

Segundo o promotor de Justiça do Gaeco regional da Zona da Mata, Breno Costa da Silva Coelho, a operação tem por objetivo apurar “o perfeito delineamento da composição e da atuação de uma organização criminosa voltada à prática de assaltos de mercadorias e cargas diversas nas rodovias, que são praticados com o emprego de armas de fogo, concurso de pessoas e mediante privação da liberdade das vítimas”.

A operação desta quarta-feira contou com a participação de promotores de Justiça e servidores do MPMG, do Gaeco de Ipatinga, da Polícia Militar de Minas Gerais, da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Civil de Minas Gerais, por meio da Delegacia Especializada em Investigação e Repressão ao Furto, Roubo e Desvio de Cargas – Depatri/PCMG.

Ministério Público de Minas Gerais
Superintendência de Comunicação Integrada

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *