Eleições em Cataguases poderão ser decididas no tapetão

Política não é para amadores!

Por falta de orientação dos partidos aos seus pré candidatos ou mesmo daqueles que detêm conhecimento e arrumam um jeitinho para driblar a justiça eleitoral, devem tomar cuidados.

Os cidadãos estão de olho nos que se dizem pré candidatos e naqueles que já é notório suas candidaturas, porém já vem falando da proposta do plano de governo. Outros pré candidatos a reeleição tem tomado cautela ao se dirigir a população em redes sociais. Alguns publicaram que estão deixando as redes por entender que a lei está em vigor.

O que mais chama a atenção é que pré candidatos tem usado muitas formas para já divulgar seus feitos ou pretensões: Lives, vídeos, trabalhos ditos como voluntários, isso tudo pode se caracterizar como propaganda extemporânea e ser questionado na justiça eleitoral, podendo ter seus registros impugnados. Processos julgados em segunda instância serão também alvo de interpelação.

Há conversas que alguns grupos políticos da cidade obtêm elementos para cassarem esses candidatos, aguardando somente o prazo de abertura. O que dá a entender que ações judiciais, liminares, serão corriqueiras nessa eleição!

Veja abaixo as datas do calendário eleitoral deste ano:

  • a partir de 11 de agosto: emissoras ficam proibidas de transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato, sob pena de cancelamento do registro do beneficiário;
  • 31 de agosto a 16 de setembro: período destinado às convenções partidárias e à definição sobre coligações;
  • 26 de setembro: prazo para registro das candidaturas;
  • a partir de 26 de setembro: prazo para que a Justiça Eleitoral convoque partidos e representação das emissoras de rádio e TV para elaborarem plano de mídia;
  • após 26 de setembro: início da propaganda eleitoral, também na internet;
  • 27 de outubro: prazo para partidos políticos, coligações e candidatos divulgarem relatório discriminando as transferências do Fundo Partidário e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (Fundo Eleitoral), os recursos em dinheiro e os estimáveis em dinheiro recebidos, bem como os gastos realizados;
  • 15 de novembro: primeiro turno da eleição;
  • 29 de novembro: segundo turno da eleição;
  • até 15 de dezembro: para o encaminhamento à Justiça Eleitoral do conjunto das prestações de contas de campanha dos candidatos e dos partidos políticos, relativamente ao primeiro turno e, onde houver, ao segundo turno das eleições;
  • até 18 de dezembro: será realizada a diplomação dos candidatos eleitos em todo país, salvo nos casos em que as eleições ainda não tiverem sido realizadas.

“Na hora de analisar as propostas de seus candidatos, procure saber se elas podem, de fato, ser cumpridas”. Senado Federal

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *