MICHELANGELO PODERÁ SER O “PLANO B” DO PSDB DE CATAGUASES

Ex Vereador Walmir Linhares e Secretário José Fernando são outras opções

Com as incertezas que pairam na politica e nada é concreto até as apurações nas urnas e respectivas diplomações, hoje vivemos uma realidade que não é diferente em Cataguases. O PSBD, partido da atual gestão municipal, poderá lançar o vereador Michelangelo de Melo Corrêa a disputa  pela prefeitura. Michelangelo que está no seu terceiro mandato e concorreu também a vice prefeito na chapa da ex prefeita e ex deputada Maria Lúcia, sendo derrotado na época pelo atual prefeito. “Willian é nossa referência e jamais pensamos nessa possibilidade, a gestão dele é um marco pra todos nós” 

Willian Lobo e Michelangelo

Com os poderes políticos suspenso por três anos, á partir de maio 2018/21 quando foi publicado o último acórdão, o prefeito municipal Willian Lobo de Almeida, depende de decisão de recurso ao STJ e STF para poder concorrer as eleições deste ano de 2020.

Walmir Linhares e Willian Lobo

Outros nomes também são lembrados como o ex vereador Walmir Linhares, atual vice presidente do partido e que obteve em 2008, 393 votos, 2012, 1.140 votos e em 2016, 504 votos se tornando o primeiro suplente. O atual secretário de educação, José Fernando Antunes Milane também é outra opção, porém em contato via telefone, disse nunca ter tido esse assunto com Willian, a quem considera o seu líder politico. O site ainda tentou apurar se o secretário estaria filiado ao PSDB não obtendo a confirmação.

José Fernando e Michelangelo

Segundo a consulta jurídica feita, a presente decisão ainda não transitou em julgado, estando pendentes julgamento de recurso no STJ e STF tendo sido reconhecida a repercussão geral da matéria presente nesse caso concreto. Deve ainda ser considerado, que segundo a lei da ficha limpa determina que ficam inelegíveis os que forem condenados à suspensão dos direitos políticos, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão judicial colegiado, por ato doloso de improbidade administrativa que importe lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito. No caso do processo nº 1.0153.12.012259-0/001, o Prefeito Willian Lobo de Almeida não foi condenado a lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito, o que não o leva à inelegibilidade.

Nota: Sem conseguir o contato com prefeito Willian e o presidente municipal do partido, vereador Gilmar Canjica até o fechamento da matéria, ligamos para o vice presidente Walmir Linhares que nos informou que nunca houve qualquer discussão sobre esse tema, mas acha relevante abrir uma discussão interna para decidir essa questão.”Deixo claro que minha posição é de total apoio ao prefeito Willian”, frisou.

Segue o Link: Acórdão TJMG

 

 

 

 

um Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *