Energisa Minas Gerais faz doação de 450 protetores faciais a instituições de saúde

Empresa já doou também 650 máscaras N95

 Sensível às dificuldades deste período de pandemia que as instituições de saúde estão enfrentando em adquirir máscaras e protetores faciais para os profissionais da saúde e para contribuir com este momento, a Energisa Minas Gerais, em parceria com o CEFET-MG, produziu 500 protetores faciais para serem doados para instituições de saúde em Minas Gerais e de Nova Friburgo.

Esses protetores foram fabricados com insumos doados pela Energisa em impressoras 3Ds que compõem os laboratórios onde são desenvolvidos pela empresa e o CEFET dois relevantes projetos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) para o setor elétrico. Toda a execução do trabalho foi coordenada de forma voluntária pelos professores da instituição.

A Casa de Caridade Leopoldinense foi a primeira a receber os 50 protetores faciais, no mês de abril. Já no dia 18 de maio, foi a vez da Prefeitura Municipal de Leopoldina receber 50 protetores faciais, para serem utilizados pelos profissionais da barreira sanitária.

Prefeitura Municipal de Leopoldina 

Nesta terça-feira, 02 de junho, a Energisa concluiu a entrega dos demais 350 protetores às instituições beneficiadas: Hospital São Paulo de Muriaé, Hospital São Sebastião de Recreio, Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Recreio (Acrap), Hospital Santa Isabel de Ubá, Hospital Olyntho Almada de Astolfo Dutra, Hospital São Salvador de Além Paraíba, Hospital de Cataguases e o Hospital Cesar Leite de Manhuaçu. Os outros 50, foram entregues ao Hospital Raul Sertã em Nova Friburgo.

Hospital São Paulo de Muriaé

“Essa doação é muito importante para o atendimento aos pacientes com Covid-19. Agradecemos à Energisa por colaborar com os nossos profissionais que estão na luta no dia a dia”, disse o provedor do Hospital São Paulo de Muriaé, Edivar Pereira de Almeida. O provedor do Hospital São Sebastião de Recreio, Luiz Ronaldo Pinheiro dos Santos, também agradeceu: “essa parceria da Energisa é fundamental. Esses protetores são de extrema valia nesse momento em que enfrentamos essa pandemia”, comentou. “Nós do Hospital São Salvador também agradecemos essa doação dos protetores faciais que serão de extrema importância na assistência da nossa população”, disse a administradora do Hospital São Salvador em Além Paraíba Bethânia Reis Gracioli.

Hospital Olyntho Almada de Astolfo Dutra

O coordenador da Acrap Danilo Francisco da Silva também ressaltou a importância da doação dos protetores para a associação: “Para nós, esses equipamentos são caros e não poderíamos adquirir ao mesmo tempo que não podemos parar com nosso trabalho, que é considerado essencial. Então temos que buscar alternativas para continuar trabalhando e vocês atenderam ao nosso pedido. Temos muito que agradecer à Energisa”, disse.

 

“Estamos conscientes da gravidade do que está acontecendo no mundo neste momento e esta parceria está permitindo contribuir com a proteção dos profissionais que estão na linha de frente, devido ao alto grau de disseminação do coronavírus”, comentou o diretor Técnico e Comercial da Energisa Nova Friburgo, Fernando Costalonga.

Hospital César Leite Manhuaçu

Hospital de Cataguases

Hospital São Sebastião de Recreio

Hospital Santa Isabel Ubá

Movimento Energia do Bem

O Grupo Energisa criou o Energia do Bem para viabilizar ações emergenciais que ajudem a superar a crise humanitária provocada pela doença. Trata-se de uma rede de atuação orgânica, que já reúne 13 parceiros, envolvidos em iniciativas que incluem obras elétricas em unidades públicas de saúde e captação de recursos para assistência a idosos. Também foi criado o portal Energia do Bem, com informações confiáveis sobre a doença e conteúdo para reduzir os impactos do isolamento social.

O Grupo Energisa investirá R$ 5 milhões no movimento em todos os estados onde atua. Os recursos serão aplicados em diversas frentes mapeadas junto ao poder público local. Em Minas Gerais e Nova Friburgo, também estão previstas a doação de máscaras faciais para profissionais da área de saúde e divulgação de dicas de saúde e prevenção do contágio nos municípios com menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) da nossa área de concessão.

Entre os parceiros envolvidos no movimento estão Confederação Nacional da Indústria (CNI), IEL – Instituto Euvaldo Lodi, Sesi/Senai e Agência de Desenvolvimento do Polo Audiovisual da Zona da Mata (MG) e Evoé. A Unesco fará uma curadoria de conteúdos educativos para o portal.

Fonte: Gerência de Comunicação

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *